quem somos
 
 


Este Desejo vem desde bastante cedo!


Esta "Ambi(ma)ção" de querer fazer chegar, bem longe, muito longe, o nome de MAÇÃO, a sua Tradição e todos os seus Produtos de Qualidade a um limite que só o Tempo ensinará, nasceu muito jovem.

Nasceu e viveu como se de uma AMAÇÃO se tratasse.

Hoje, a AROMAÇÃO faz chegar até SI a imagem de toda esta dimensão Gastronómica, Cultural e Social de MAÇÃO e de toda a Região.

Mas, também a verdade dos Sabores e Saberes que todos os nossos Produtos foram "carregando ensinamentos" dos seus Antepassados.

O AZEITE, a AZEITONA, os ENCHIDOS, o MEL, a DOÇARIA TRADICIONAL, os VINHOS, os QUEIJOS, o PIMENTÃO e o ARTESANATO
São incomparavelmente únicos!

Nesta Região, Beirã mais Ribatejana do Alentejo "vive" o VinHo DiVINO

engalanado com os seus néctares, aromas e cores.

O Vinho da Quinta do Côro que se bebe desde "meninos de Côro";
O Vinho Pausa, que se olha à boca "pausadamente";


O pião, a corda de saltar, as galinhas poedeiras, o prego, o assobio de pato guardam-se e levam-se numa caixa da "Infância de Madeira" trazendo o que nos faz falta para reviver os nossos primeiros passos.

E os ensinamentos dos Aromas que nos fizeram Homens e Mulheres Felizes, Alegres, Astutos, como o pólen das abelhas, ou a cor atravessada do mel ou, ainda, o balir das cabras e das ovelhas na forma cantada dos queijos...

Os Néctares do tempo até ali (cores), o embalar e o entalar do horizonte desenha-nos uma nova e jovem água ardente.

Que a robustez, a lucidez do Olival e o verde criança da azeitona cresce com o
Vento Aceite. É Azeite!

Pensa-se a carne do fumeiro, a Tradição do Olhar e da Mão.

Com uma cavaca (cepa a arder) um qualquer fumo branco...
Nasci. Nada mais. Feliz!

Tenho comigo a Memória da Água. Ou o Azul do Choro...


Aromação, 2008

 


Obrigado pela sua visita!.....::.......
  WebDesign José Santos
aromação 2009 ©